“DEIXA ISSO e VEM PRÀ MESA JÀ!!!”
 Quantas vezes Pais, Mães, Avós… tiveram de dar este berro para que a sua criança finalmente abandonasse o que estava a fazer e viesse para a mesa? O que estava a fazer a criança? Algo possivelmente muito simples mas que a preenchia completamente naquele momento, ao ponto de secundarizar qualquer outra actividade mesmo que fosse comer. 
A criança encontrava-se num estado de “flow”. Ou seja de perfeito fluxo positivo com a tarefa que estava a desempenhar. Algo que lhe estava a dar tanto prazer que nada mais importava. Este estado muitas vezes testemunhado por artistas que alienados nas suas obras passavam horas, dias, semanas, completamente absortos, não tem necessariamente de acontecer apenas com tarefas muitas vezes tidas pelos adultos como de menos importância, como o brincar, jogar á bola, ver televisão ou jogar ás escondidas….
Este estado de “flow” pode dar-se por exemplo nas tarefas de estudo ou leitura, desde que consigamos relacioná-las com os sonhos das crianças! Se ao invés de obrigarmos uma criança a ler um romance completamente descontextualizado do seu tempo e universo, lhe dermos a oportunidade de ler algo relacionado com os seus interesses, objectivos e sonhos, corremos um grande risco de o livro ser lido num só fôlego. 
Se as escolas e os professores conseguirem todos os dias em cada aula, em cada momento, ter presente os interesses e sonhos dos seus alunos, relacionando o seu discurso e acções com os mesmos, então teremos alunos com uma genuína vontade de aprender, para quem a hora ou hora e meia de aula saberá a pouco. Se as escolas deixarem de escrever os seus projectos educativos de forma autómata e se concentrarem nas ambições dos seus alunos, criando um verdadeiro ambiente criativo de suporte, então passaremos a ter crianças a percepcionar a escola como um espaço de bem-estar. 
O estado de “flow” proporcionado pela relação entre as tarefas e os sonhos das nossas crianças, não só potenciarão o seu estado de completa conexão com as mesmas, bem como a sua auto-superação. 
Resultados excelentes apenas se obtêm quando se está totalmente e intrinsecamente motivado para a tarefa e consequentemente num estado de “flow” perante a mesma. E isto só se consegue conectando as crianças com os seus sonhos e criando ambientes capazes de os ajudar a concretizá-los.
#KeepDreaming