Há mais ou menos um mês, realizei com a preciosa e indispensável ajuda dos meus sócios, a 6ª edição de um evento que me diz muito pois é prova viva de Sonhadorismo. O Figueira Beach Rugby International, tornou-se em 6 anos no maior e segundo muitos, o melhor torneio / evento de Beach Rugby da Europa.
Todos os anos 50 equipas num total de 700 atletas,  deslocam-se à Figueira da Foz para viverem momentos de pura alegria e diversão. O Figueira Beach Rugby começou do nada, rigorosamente do nada. Para além da minha ligação ao rugby enquanto ex-jogador e treinador, nada indicava que organizar um torneio de Beach Rugby fosse uma boa ideia. A não ser a crença e vontade de fazer algo diferente. E se era para ser diferente, tinha de ser em grande! Decidimos que organizaríamos o maior torneio de Beach Rugyb da Europa! Nem mais nem menos! Propúnhamos logo na primeira edição a organizar o maior torneio da Europa, e trazer o máximo numero de equipas estrangeiras possível. Na verdade nada existia que garantisse a quem apresentámos o projecto que tal acontecesse dessa forma. No entanto o entusiasmo e crença de que era possível, contagiou todos aqueles que queríamos connosco. Nunca pensámos no dinheiro que poderia ou não vir a dar. Acreditávamos na ideia e isso bastava-nos. Após o entusiasmo inicial, sofremos algumas decepções e bastantes incertezas. Mas continuámos sempre em frente. O evento na sua primeira edição, não foi o maior, nem conseguimos atrair o numero de equipas estrangeiras proposto, mas foi ainda assim um grande sucesso. Lembro-me de ao confidenciar a um amigo meu, que andava nervoso e stressado, por ter prometido trazer x equipas estrangeiras, e sentir que poderia estar a falhar, ele me devolver com : “e então”?… ..“ e então?!?!?” disse eu…. “então como, se eu prometi?” e ele devolveu uma vez mais..”e então?…. se não conseguires acontece o quê? Alguém morre? Cai-te uma mão?” e dizia isto com um sorriso sincero e calmo. Foi aí que percebi e guardei aquele “e então?” para sempre, e que uso sempre que sinto que posso falhar em algum objetivo a que me proponho. Ajuda-me a colocar tudo em perspectiva e a focar-me naquilo que é realmente importante… fiz tudo o que podia para alcançar esse objetivo? Fui sincero? Fui honesto?  A vida ensinou-me que se cumprir estes requisitos estarei sempre mais perto de alcançar os meus sonhos e se não os alcançar posso sempre dizer para mim próprio…. “e então?!”