Somos Jardineiros e Não Flores……

Passei por esta frase meses ou talvez anos até que lhe percebesse o sentido! Esta frase, pelo menos como eu a interpreto, alerta-nos para o paradoxo das nossas vidas. De acharmos que apenas estamos aqui para ser regados, tratados e colhidos.

Ou seja, como se não dependesse de nós aquilo que somos e fazemos. Como se não dependesse de nós, a sociedade que construímos com base no somatório das nossas ações e comportamentos. Enquanto flores, não controlamos o tipo de adubo que nos dão, a qualidade da água que nos rega, ou as mãos que nos poda. Tristes flores á espera de serem colhidas.

E se afinal formos jardineiros e não flores? E se finalmente tomarmos conta do nosso jardim e olharmos a nossa vida como uma enorme planície pronta a receber as sementes que lhe deitamos?

Um sorriso. Um abraço. Uma palavra amiga. Um beijo. Uma lágrima. Abraçar um filho. Plantar uma árvore. Começar de novo. Amar mais. Dizer não. Respirar fundo. Sorrir…… tudo isto são sementes que uma vez deitadas á terra darão belíssimas flores, transformando as nossas vidas em belos canteiros!

Basta que nós jardineiros não desistamos delas e as saibamos regar!

 

Texto da Autoria de Rui Loureiro Mentor do Projeto Sonhadorismo